Picture
O Oriana da P&O Cruises será renomeado Piano Land este outono, quando se juntar à Well Star Travel Cruise, uma joint venture entre a COSCO e a China Travel Group.

O atual Oriana foi lançado em 1995, com a intenção de substituir o icônico Canberra, e era, na época do lançamento, um dos maiores navios de passageiros nos mares. Com 1.822 passageiros e 69.153 toneladas de arqueação bruta, este tornar-se-á o maior navio de passageiros dedicado ao mercado chinês. O primeiro cruzeiro, a partir do porto de cruzeiros de Xiamen, acontecerá no início do último trimestre de 2019.

O último cruzeiro pela P&O está programado para terminar a 9 de agosto e levará o navio e os passageiros para a Noruega numa maravilhosa viagem de 18 dias. Digo de nota é que o Oriana é apenas um dos poucos navios de cruzeiros a deslocar-se para companhias de cruzeiro com sede na China, assim o fará também o Costa Atlântica, igualmente este ano, e o Costa Mediterranea, em 2020, para a empresa conjunta entre a Carnival Corporation e a China State Shipbuilding. Assinala-se assim, uma evolução do mercado local, tanto em capacidade como em modernidade.