Picture
O clássico paquete Funchal deve voltar à incerteza, dado que o prazo dado à Signature Living, de Liverpool, para pagar o restante valor associado à venda do navio, está a expirar.

O Funchal, conforme relatado anteriormente, foi vendido durante um leilão em dezembro por 3,9 milhões de euros. Pouco depois, foi anunciado que o grupo inglês pretendia levar o navio para Inglaterra e operar cruzeiros de festa destinados aos cruzeiristas mais novos, cruzando o Golfo da Biscaia com destino a Ibiza. Estes planos incluíam uma grande renovação interior e um novo esquema de cores exteriores em preto e branco.

Com o tempo a esgotar-se, pode ser uma oportunidade para os donos do navio avaliarem outras ofertas, enquanto este permanece sob certo grau de incerteza. Durante a licitação original, a Signature Living não era a única parte interessada no navio português, portanto os sucateiros devem, por agora, estar afastados. O Funchal foi lançado em 1961 e é o último sobrevivente da frota de passageiros portuguesa. Permanece parado em Lisboa, desde o final deo seu último cruzeiro, uma viagem de Ano Novo para a Madeira e outros portos do Atlântico Leste em finais de 2014, inícios de 2015.