Picture
A maioria das empresas de cruzeiro não se qualifica para a assistência governamental na forma de um pacote de estímulo face ao coronavírus de aproximadamente 2 trilhões de dólares que foi aprovado pelo Senado dos Estados Unidos.

Apesar do fato de o presidente Donald Trump ter mencionado oferecer apoio às linhas de cruzeiro, o atual pacote de estímulos estipula que apenas as empresas incorporadas nos EUA, com a maioria dos trabalhadores localizados nos EUA, são elegíveis para assistência. Para se qualificar para o alívio, uma empresa deve ser "criada ou organizada nos Estados Unidos ou de acordo com as leis dos Estados Unidos" e "ter operações significativas na maioria dos seus funcionários e nos Estados Unidos". Tal que exclui a maior parte da indústria, especialmente naquilo que trata-se de ter a maioria dos americanos como trabalhadores, já que as equipes são compostas principalmente por uma variedade de um grande número de países, e os Estados Unidos estão longe de ter a maioria desse 'bolo'.

Também certas empresas são incorporadas em países estrangeiros. A Royal Caribbean Cruises Ltd, por exemplo, a empresa controladora da Royal Caribbean International, está incorporada na Libéria. Este é o caso também da maior parte da indústria, estabelecida e incorporada em vários países fora dos EUA.