Picture
O AIDAPerla, da AIDA Cruises, sediada na Alemanha, foi impedido de entrar na Dominica, uma situação que já se repetira previamente no seu atual cruzeiro de 14 dias. O navio de cruzeiro já havia sido impedido de entrar em Saint Lúcia no dia 1 de fevereiro. As autoridades locais de St. Lúcia declararam que não está relacionado com o surto mundial de Coronavírus.

O centro médico de bordo cuida dos passageiros infectados, que apresentam sintomas de infecção do trato respiratório. Mais de 3.000 passageiros estão a bordo, mas o número de doentes não é conhecido. O navio deveria estar em Roseau, Dominica, hoje, mas tendo sido negada a entrada, a empresa deverá reembolsar aqueles que haviam reservado passeios com eles, embora no momento nenhum detalhe tenha sido dado.

Em vez disso, o AIDAPerla escalou em Guadaloupe, o primeiro porto em poucos dias. St Vincent nas Granadinas foi o último porto em que pôde atracar, no dia 31 de janeiro. Existem mais seis portos de escala que aguardam o AIDAPerla até o dia 13 de fevereiro, quando terminará seu cruzeiro, em Barbados.