Picture
O pequeno navio de cruzeiros Adriana está atualmente a cruzar o Oceano Atlântico, com destino a sucata em Aliaga, na Turquia, onde será finalmente desmantelado após um longo período de paragem nas Caraíbas, que foi o caso desde a queda da Tropicana Cruises, que o havia adquirido no início da década, quando surgiram novos regulamentos SOLAS.

O Adriana encontra-se já nas redondezas das Ilhas Canárias, sob o seu próprio poder, esta sendo a primeira vez que sequer esteve perto de águas de jurisdição europeia nos últimos 9 anos. Já re-registado em St. Kitts and Nevis, a famosa "bandeira da morte", este continuará o seu trajeto até chegar aos sucateiros turcos de Aliaga, onde chegará na última semana do mês.

Os trabalhos de demolição estão programados para arrancar no início de agosto e a previsão é que já estejam concluídos até o final de setembro. Construído em 1972 pela United Shipping, na Grécia, os anos de negligência, com pouca ou nenhuma atenção, acabaram por apressar o fim do navio, que conta já com quase 50 anos. Antes de sua aventura em águas caribenhas, o Adriana, então Adriana III viu pequenos períodos de pausa operacional aqui e ali, entre várias mudanças de proprietários e afretamentos.